3º Dia de SPFW 2012

janeiro 22nd, 2012

Bonjour, bon après-midi et bonne nuit, blogueiras de plantão!
Mais um dia juntos acompanhando os desfiles do SPFW! Vamos direto ao ponto:
Reinaldo Lourenço

Mais um stylist que utilizou a catedral Notre Dame de Paris como inspiração para dar o clima gótico na coleção. Em 1º lugar me apaixonei pelas bolsas em forma de incensário que os padres usam, muito pelinho pra nos aquecer, botas flatform que veem com tudo, saias lápis plastificadas, shape midi ora marcado na cintura, ora reto, luvas médias de couro, transparência básica, vestidos de couro, tudo isso representado em preto, depois peças claras com estampas de vitrais de igreja, meias-calças que quase não vimos, um pouco de vermelho e as joias, colares e brincos, foram assinadas pelo designer Jack Vartanian.
Ellus

Seguindo a mesma linha de raciocínio de Reinaldo, Adriana Bozon disse que se inspirou no universo heavy metal e viking pra criar a estamparia. A coleção da Ellus começou com o preto, muito couro, saia lápis, luvas de couro, calça cropped, mini trench coat, para os homens camisas de cetim e paletós com lapela de couro, fur, plumas, botas over-the-knee e no final, PÁAH, o amarelo, vermelho e laranja pra quebrar a escuridão.
Mario Queiroz

“Olhamos para todas as nossas coleções ao longo desses 16 anos e pinçamos o que melhor nos representava.” “Eles têm a mesma inspiração do verão 2012: o modernismo.” “A mensagem é que as pessoas podem combinar suas roupas, independentemente da estação.” Frases ditas pelo estilista que arrasou na coleção. Jacquards que reluziam, paletós risca de giz com mangas de veludo, sobretudos e calças estampadas para os homens, sorbeposição, mix de estampas e design masculino para as mulheres. “Quero andar na contramão do fast fashion e tornar a roupa mais especial” contou Mario, fazendo o shape mais largo e comfortável para as mulheres. Na cartela de cores, vinho, laranja, ouro, terra, azul.
Huis Clos

Pra quem é fã da vertente minimal chic a HC criou uma coleção toda inspirada em lingeries vintage. Conjuntinhos que lembram baby doll vieram com decote quadrado em tons de cinza-mescla, areia e marrom, volumes nos ombros com pregas, hot pants, vestidos de veludo, macacões de malha de lã, tons de verde-água, dourado e bordô também apareceram e a renda nos detalhes. “A renda recebeu uma aplicação de foil dourado, garantindo a luminosidade” disse Sara.
Samuel Cirnansck

Deixando um pouco a loucara das mordaças da temporada passada de lado, Cirnansck apostou nos looks mais femininos e beem volumosos. “Essa técnica exige cortar o tecido no viés, franzir, desfiar, drapear e juntar tudo novamente até ele virar uma espécie de pele. Queria que a coleção tivesse duas coisas importantes para uma mulher: peles e joias” Samuel conta como produziu a seda desfiada. Longos vieram com transparência e gola alta em dourado, off-white e preto e muito brilho com as joias que vieram em forma de cristais tchecos bordados em tecidos transparentes e nas rendas douradas da coleção.
Dia cheio hoje hein? Gostaram das trends?
Au revoir

Deixe um Comentário