Pelo Mundo: Monumentos em Lisboa

fevereiro 16th, 2014

Buongiorno, buonasera e buonanotte, blogueiros de plantão!

Continuando nossa viagem por Lisboa, hoje vamos conhecer um pouco mais sobre alguns monumentos da cidade.

Monumento dos Restauradores

4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Praça dos Restauradores é caracterizada pelo alto obelisco, de 30 metros de altura, inaugurado em 28 de Abril de 1886, como custo de 45 contos de réis, que comemora a libertação do país do domínio espanhol em 1 de Dezembro de 1640.

6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As figuras de bronze do pedestal representam a Vitória, com uma palma e uma coroa, e a Liberdade. Os nomes e datas nos lados do obelisco são os das batalhas da Guerra da Restauração.

Monumento aos Descobrimentos

43

Fazendo minhas descobertas haha

O Monumento aos Descobrimentos, popularmente conhecido como Monumento aos Navegantes ou Padrão dos Descobrimentos, localiza-se na freguesia de Belém.  Em posição destacada na margem direita do rio Tejo, o monumento foi erguido para homenagear os elementos envolvidos no processo dos descobrimentos portugueses. Foi inaugurado em 1960, no contexto das comemorações dos 500 anos da morte do Infante D. Henrique, o Navegador.

40

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A norte do monumento uma rosa-dos-ventos desenhada no chão, foi uma oferta da África do Sul em 1960. O mapa central, pontilhado de galeões e sereias, mostra as rotas dos descobridores nos séculos XV e XVI.

Torre de Belém

25

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Torre de Belém é um dos monumentos mais expressivos de Lisboa. O monumento destaca-se pelo nacionalismo implícito, visto que é todo rodeado por decorações do Brasão de armas de Portugal, incluindo inscrições de cruzes da Ordem de Cristo nas janelas de baluarte; tais características remetem principalmente à arquitetura típica de uma época em que o país era uma potência global (a do início da Idade Moderna).

26

Classificada como Patrimônio Mundial pela UNESCO desde 1983, foi eleita como uma das Sete maravilhas de Portugal em 7 de julho de 2007

Mosteiro dos Jerónimos

13

Mosteiro dos Jerónimos é um mosteiro manuelino, testemunho monumental da riqueza dos descobrimentos portugueses. O monumento é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO, e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das Sete maravilhas de Portugal.

45

Pai tomando um banho

 

Pastel de Belém

Esse não é monumento, mas tem uma história incrível que vale a pena conhecer, além de ser uma de-lí-cia!

15

Em 1837, em Belém, próximo ao Mosteiro dos Jerónimos, numa tentativa de subsistência, os clérigos do mosteiro puseram à venda numa loja uns pastéis de nata. Nessa época, a zona de Belém ficava longe da cidade de Lisboa e o seu acesso era assegurado por barcos a vapor. A presença do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém atraíam inúmeros turistas que depressa se habituaram aos pastéis de Belém.

Na sequência da revolução liberal de 1820, em 1834 o mosteiro fechou. O pasteleiro do convento decidiu vender a receita ao empresário português, Domingos Rafael Alves, continuando até hoje na posse dos seus descendentes.

No início, os pastéis foram postos à venda numa refinaria de açúcar situada próximo do Mosteiro dos Jerónimos. Em 1837 foram inauguradas as instalações num anexo, então transformado em pastelaria, a “A antiga confeitaria de Belém”. Desde então, aqui se vem trabalhando ininterruptamente, confeccionando cerca de 15.000 pastéis por dia. A receita, transmitida e exclusivamente conhecida pelos mestres pasteleiros que os fabricam artesanalmente na Oficina do Segredo, mantém-se igual e em sigilo absoluto até aos dias de hoje.

Aaah que saudades desses pasteizinhos todos os dias no café da manhã!

Assim termina o nosso segundo dia Pelo Mundo, espero que vocês tenham gostado e não percam nossa próxima parada.

Arrivederci

Deixe um Comentário