Pelo Mundo: Veneza

fevereiro 11th, 2013

Buon giorno, buona sera e buona notte, blogueiros de plantão!

Aaah Venice, Venice! A cidade mais romântica do mundo não poderia faltar no nosso tour pela Itália não é mesmo? Vamos conhecer essa cidadezinha tão pequena e ao mesmo tempo tão única.

Veneza

Veneza ou Venezia em italiano, é uma cidade da região do Vêneto, no nordeste de Itália. É conhecida pela sua história, canais, museus e monumentos. A comuna de Veneza estende-se por uma área de 412 km², incluindo as ilhas de Murano (da onde temos o cristal de Murano), Burano e outras na lagoa de Veneza. A parte de Veneza em terra firme é a fracção comunal de Mestre.

A cidade foi formada num arquipélago da laguna de Veneza, no golfo de Veneza, no noroeste do mar Adriático.

Tornou-se uma potência comercial a partir do século X, quando sua frota já era uma das maiores da Europa. Foi uma das cidades mais importantes da Europa, com uma história rica e complexa e um império de influência mundial comandado pelos doges, os líderes da cidade. Como cidade comercial, tinha várias feitorias e controlava várias rotas comerciais no Levante. O historiador Fernand Braudel classificou Veneza como a primeira capital econômica do capitalismo.

Veneza é ainda famosa pelos seus certames internacionais, como o Festival de Cinema e a Bienal de Artes, pela Regata Histórica, que ocorre no primeiro domingo de setembro, pelo fabrico de vidro, pelo Carnaval de Veneza, pelos cassinos e pelos seus passeios românticos, levando muitos casais a passarem suas luas-de-mel.

Carnaval de Veneza

O Carnaval de Veneza surge a partir da tradição do século XVII, onde a nobreza se disfarçava para sair e misturar-se com o povo. Desde então as máscaras são o elemento mais importante deste carnaval.

A festa carnavalesca de Veneza tem duração de 10 dias. Durante as noites realizam-se bailes em salões e as companhias conhecidas como compagnie della calza realizam desfiles pela cidade. Entre as mais conhecidas estão Os Antigos e Os Ardentes.

Os trajes que se usam são característicos do século XVIII, e são comuns as maschera nobile, ou seja, máscaras nobre, caretas brancas com roupa de seda negra e chapéu de três pontas. Desde 1979 foram sendo somadas outras cores aos trajes, embora as máscaras continuem a ser brancas, prateadas e douradas.

Claro que não podemos esquecer da ponte dos cadeados onde todos os casais querem eternizar seu amor colocando um cadeado com seus nomes na ponte. A mais famosa está tão cheia de cadeados que a prefeitura está começando a proibir o pessoal de colocar por causa do peso que estava fazendo na ponte.

E essa é Veneza pessoal, quem diz que a água do rio cheira esgoto, ou que a água é suja me desculpe, mas ou nunca foi pra lá ou é muito invejoso mesmo hahaha a cidade é maravilhosa!

Amanhã teremos um look do dia e depois….Verona!

Arrivederci

Deixe um Comentário